Data da Notícia: 
04/11/2014 - 10:45

 

A Inova-Ria - Associação de Empresas para uma Rede de Inovação realizou, em Aveiro, no passado dia 29 de Outubro a Conferência sobre Zonas Costeiras Inteligentes – SMARTCOAST. De acordo com a Inova-Ria, “SMARTCOAST” pretende promover uma nova abordagem estratégica para as Zonas Costeiras que evidencie o potencial, destes espaços com Mar e Terra, para despoletar oportunidades de novos negócios de base tecnológica alicerçados no conhecimento e na investigação científica associada.

Com este evento a Inova-Ria promoveu um novo conceito estratégico para a especialização inteligente do território que quer mobilizar entidades e personalidades para uma nova abordagem no contexto europeu e nacional que consiga promover as características e especificidades das empresas da Inova-Ria, das empresas da região, do conhecimento científico, do capital humano, das restantes entidades e organizações, das comunidades e dos recursos endógenos. Esta nova abordagem centra-se no potencial das regiões costeiras e no conceito de “Zonas Costeiras Inteligentes: SMARTCOAST” e tem em vista a construção de novas parcerias multidisciplinares que se possam posicionar para novos projetos e novos mecanismos de financiamento no âmbito do H2020 e Portugal2020.

A Conferência teve cerca de 180 participantes e contou com um espaço paralelo de exposição onde algumas empresas da rede da Inova-Ria, universidades e outras entidades com atividades económicas diretamente ligadas à zona costeira, tiveram oportunidade de promover soluções tecnológicas e negócios inovadores neste âmbito. O Instituto Fraunhofer aproveitou este evento para fazer a primeira apresentação pública da mais recente Aplicação móvel (App) para o Surf que se propõe a contribuir para a melhoria da performance dos surfistas.

Estiveram também presentes a Universidade de Aveiro, com a plataforma tecnológica para o Mar, O CESAM, o INESCTEC e o Centro de Investigação Multidisciplinar para o Mar, CIIMAR da Universidade do Porto, que enfatizaram a necessidade de as empresas construírem projetos de aplicação de muita da tecnologia e informação que estes centros produzem, criando impacto significativo na economia dos setores ligados às Zonas Costeiras. O posicionamento das empresas das tecnologias de informação e eletrónica face ao denominado “open data” contribuirá para o desenvolvimento de novos serviços e produtos que possam ter aplicação efetiva noutras regiões do Mundo contribuindo assim para a exportações destas empresas. Este foi um tema amplamente discutido no debate final que contou, além destas entidades com a CCDRC e com a empresa “Ilha dos Puxadoiros”, tendo sido moderado pela Engª. Lusitana Fonseca da Associação Aveiro Digital.

A Inova-Ria reconhece a riqueza natural e histórica da zona costeira e possui a expetativa que estas parcerias e iniciativas venham originar novos negócios que contribuam para o desenvolvimento da economia ligadas ao Mar e mais concretamente às Zonas Costeiras.

A Rede de Inovação da Inova-Ria pretende mobilizar todos os atores individuais, organizações e comunidades relevantes que contribuam para a especialização inteligente das Zonas Costeiras e além deste evento está a promover um estudo com a PwC que irá fazer uma análise de benchmark a outras regiões europeias com ações e exemplos de boas práticas da exploração do potencial das zonas costeiras que possam ser analisadas pelas empresas e entidades de Portugal.

Clique aqui para ver as fotos do evento.

Pode consultar as apresentações do vários oradores nos ficheiros em anexo.