Data da Notícia: 
19/04/2021 - 16:15

No âmbito do Erasmus+, programa da Comissão Europeia nos domínios da Educação, Formação, Juventude e do Desporto, arrancou a 15 de janeiro de 2021 o projeto O’BIAS YOUR FUTURE! OVERCOMING GENDER BIAS IN CAREER OPORTUNITIES, que resulta de uma parceria entre a Universidade de Aveiro e a Inova-Ria, Associação de Empresas para uma Rede de Inovação em Aveiro.

O projeto conta com a participação de diversos parceiros europeus − entidades provenientes de Portugal, Espanha, Alemanha, Grécia, Polónia e Chipre, e pretende contribuir para superar os desequilíbrios de género no acesso a oportunidades de carreira.

Apesar de, na Europa, o número de homens e mulheres ser equilibrado, o mesmo não se verifica no acesso a oportunidades de trabalho. Denota-se a preferência de género para determinadas ocupações. Assim, trabalhos relacionados com vendas, ensino e saúde são predominantemente ocupados por perfis femininos. Pelo contrário, os homens destacam-se na ocupação de cargos técnicos e relacionados com as ciências e engenharias.

São visíveis os sinais de progresso das últimas décadas na participação equitativa de ambos os géneros no espectro de oportunidades de emprego, mas os estereótipos no mercado de trabalho persistem. O projeto O’BIAS pretende melhorar a capacidade de comunicar estas oportunidades a uma gama mais ampla de candidatos, independentemente do seu género. Para o conseguir, irá trabalhar três resultados específicos: (1) um Guia para a Mitigação de Desigualdades de Género no Acesso ao Mercado de Trabalho; (2) ferramentas online para a disseminação de informação e autoavaliação em matéria de igualdade em contexto profissional; e (3) materiais de apoio ao desenvolvimento de competências para empregadores stakeholders envolvidos em processos de seleção e recrutamento.

Os parceiros do projeto sublinham que os preconceitos enraizados na sociedade e no mercado de trabalho influenciam o processo de recrutamento e desafiam a igualdade no acesso a diferentes carreiras e oportunidades de trabalho. Existem também estratégias diferentes no processo de procura de emprego por parte de homens e mulheres.

Marlene Amorim, coordenadora do projeto e docente do DEGEIT, Departamento de Economia, Gestão, Engenharia Industrial e Turismo, da Universidade de Aveiro, afirma que “dados recentes de estudo sugerem que as mulheres apresentam em média 20% menos candidaturas ao total de ofertas de emprego, quando comparadas com os homens, que formalizam mais respostas. É tempo de mudar estas tendências. É tempo de projetos como o O’BIAS.”

O projeto arranca com a recolha de casos ilustrativos de situações de desigualdade no acesso a oportunidades profissionais e conta com a colaboração estreita de empresas, de recrutadores e de profissionais de relevo para o estudo.

O projeto lança o convite à colaboração e partilha de experiências e de prioridades neste domínio, de modo a que todos os instrumentos a desenvolver se alinhem com as necessidades das empresas e dos seus profissionais.

A Inova-Ria facilita a articulação da vertente de investigação do projeto com a interação com os stakeholders locais, permitindo aliar a condução do projeto à sua disseminação e valorização pela comunidade.