Data da Notícia: 
14/02/2014 - 11:00

No âmbito do Sistema de Apoio de Ações Coletivas, a Inova-Ria lidera o projeto SIAC FP7, apoiado pelo COMPETE/QREN/EU, que tem como objetivo criar as condições necessárias para que as PME do setor TICE possam participar em projetos de I&DT no âmbito do 7º Programa Quadro I&DT.

A participação em projetos do 7.º Sétimo Programa Quadro da Comunidade Europeia em atividades de matéria de investigação, desenvolvimento tecnológico e demonstração (2007-2013), faz parte de uma estratégia de inovação para o aumento da competitividade e o avanço do conhecimento na Europa. O orçamento da Comissão Europeia (CE) para o 7º Programa-Quadro para a I&DT foi de 50,5 mil milhões de euros.

Numa fase inicial do projeto foram desenvolvidos seminários de sensibilização, e informação junto das PME do setor TICE dirigidos pela Inova-Ria juntamente com a Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI), entidade selecionada para prestar os serviços necessários à candidatura ao 7.º PQ I&DT que compreendem a identificação de potenciais parceiros para formação dos consórcios e para a preparação da componente administrativa, financeira, técnica e científica das propostas.

Como resultados deste projeto foram submetidas várias candidaturas pelas empresas participantes, organizando-se vários consórcios entre as empresas do cluster Inova-Ria e várias entidades europeias.

Somando-se aos consórcios formados no 1º semestre de 2013, no segundo semestre do mesmo ano foram submetidos no âmbito do SIAC FP7 Inova-Ria os seguintes projetos:

O e-VENUE - Emerging Virtual Entrepreneurs’ Network in Europe foi desenvolvido através de um consórcio entre universidades e outras entidades de investigação de Espanha, Reino Unido, Turquia, Roménia, Eslováquia, Alemanha e Grécia; com um orçamento de certa de 2,6 milhões de euros e que tem como objetivo analisar todos os esforços desenvolvidos até agora na área do teletrabalho e avaliar todos os serviços potenciais que podem ser padronizados através deste sistema, criando uma base de dados consolidada que permita usar a inteligência artificial para avaliação de desempenho e capacidades.

O ON FIRE - China-Europe CooperatiON Platform for Future Internet Research and Experimentation, foi desenvolvido através de um projeto orçamentado em cerca de 500 mil euros para um consórcio entre universidades e outras entidades de investigação da China, Espanha, Reino Unido, Alemanha e Irlanda. Esta parceria visa identificar padrões futuros de pesquisa comuns no domínio da Internet entre os vários intervenientes, que permitirão aumentar a competitividade e conhecimento do mercado.

O UASBA - Unified Application of Speech Recognition to Business Applications é um consórcio com entidades de Portugal, Alemanha, Grécia, Reino Unido, Espanha e Bulgária, com um orçamento de cerca de 2,1 milhões de euros e que tem como objetivo o desenvolvimento de tecnologias de idioma e reconhecimento de voz.

O SCICAT - Smart City Internet of things CATalyst é um consórcio entre entidades de Portugal, Reino Unido, Alemanha, Suíça e Grécia com um orçamento previsto de 3,3 milhões de euros e que tem como objetivo implementar uma infraestrutura IOT (Internet Of Things) e lançar aplicações de catalisadores numa região geográfica específica (Liverpool e Barcelona)

No total, 8 consórcios foram constituídos e 8 projetos submetidos com o apoio da Inova-Ria através do projeto SIAC FP7, envolvendo PMEs do setor TICE. Todas estas parcerias têm em vista a criação de um impacto positivo na economia nacional, contribuindo para o aumento do peso deste setor a nível internacional.